O ERP vai salvar minha empresa?

Uma das maiores questões atuais é a gestão empresarial. A economia está aquecida , as empresas estão crescendo, e então a produção empaca em processos lentos e eis que então surge a grande falacia da salvação via ERP.

Conta a lenda que uma empresa estava crescendo absurdos 35% por semestre em vendas de produtos manufaturados. O dono um antigo empresário, não tinha mais onde por funcionários, no departamento de vendas os telefones não paravam, seria preciso aumentar o contingente de vendedores. Porém a cada mês o lucro vinha diminuindo, apesar de tantas vendas.. O dono já não sabia o que fazer…. Resolveu procurar ajuda de uma consultória Eis que surge o CONSULTOR.

Em sua analise a empresa precisava de um Sistemas de Gestão Empresarial , mais precisamente o ERP (Enterprise Resource Planning). Ele serve para integrar todos os departamentos da empresa, como financeiro, compras, produção , rh, etc. Ou seja, o nível de complexidade é impressionante em um software ERP de gestão empresarial.

O software ERP é um sistema complexo, pois envolve muitas pessoas, tecnologia sofisticada e muitas atividades. Outro fator também observado, é o custo elevado do sistema, não somente com a aquisição do software, mas com atualizações de versões e atualização dos equipamentos (hardware) utilizados.

O soERP Enterprise Resource Planningftware ERP é um sistema complexo, pois envolve muitas pessoas, tecnologia sofisticada e muitas atividades. Outro fator também observado, é o custo elevado do sistema, não somente com a aquisição do software, mas com atualizações de versões e atualização dos equipamentos (hardware) utilizados.

A solução oferecida pode até mesmo ser adequada, porém a implantação de um ERP possui um custo alto e os problemas a serem enfrentados são inúmeros e constantes.

Entendemos que a evolução dos usuários, tendem a reduzir o seu custo e aumentarem seus benefícios, tornando os sistemas ERP fundamentais para a gestão das empresas modernas, porém até se chegar um momento de relativa tranquilidade, dependendo do estágio de problemas que a empresa esteja enfrentando, ela já pode estar a beira da falência.

Por isso todo cuidado é pouco e a análise da situação atual da empresa e do tempo necessário a implantação da solução proposta, deve ser levado em consideração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *