Gigantes americanas lutam para usar a marca no Twitter

Há coisas no mundo dos negócios que simplesmente não mudam. Uma delas é a letargia das grandes empresas em acompanhar as frenéticas mudanças no mundo da internet. Segundo o site Advertising Age, gigantes americanas e européias como Burger King, Walmart, Volkswagen e LVMH foram tão lentas em abrir suas contas no Twitter que, quando o fizeram, suas marcas já haviam sido tomadas por outros usuários.
Pode atá parecer algo banal, mas essa disputa por nomes tem se transformado numa dor de cabeça para os executivos de marketing dessas companhias. Eles temem que a reputação da empresa seja prejudicada por usuários mal-intencionados. Ou pior: que a empresa seja fadada a permanecer de fora das tais redes sociais por não poder utilizar a própria marca. Quem entra no Twitter da coreana Hyundai, por exemplo, se depara com mulheres de roupas decotadas em um dos perfis. Carro que é bom, nada.
Na Volks, como tanto @vw como @volkswagen já foram tomados, a montadora teve de se contentar com um bem menos chamativo — e popular — @vwcares. O mesmo vale para o Walmart.
Abaixo, as companhias que não possuem uma conta com o próprio nome no Twitter, segundo a AdAge:
Burger King
Bank of America
Berkshire Hathaway
Diageo
Eli Lilly
General Electric
General Motors
Macy’s
Mastercard
Sears
Volkswagen
Wendy’s
KFC
LVMH
Nike
Walmart
Hyundai
Walt Disney
Coty
Comcast

O episódio faz lembrar os primórdios da internet, há mais ou menos dez anos. Para os leitores que não fazem idéia de que era geológica eu estou falando, trata-se de um período em que muitas empresas tiveram problemas para registrar seu endereço na web porque suas marcas haviam sido previamente tomadas por outros usuários — que, evidentemente, cobraram uma fábula para abrir mão do “domínio”.

Acho que seria legal fazermos nosso próprio levantamento. Entre as grandes empresas brasileiras, você sabe de alguma que utiliza um nome “B” para o Twitter? Mas só valem aquelas cujo endereço oficial está sendo utilizado para outro fim…

Fonte: Blog 4P- Exame

One Comment on “Gigantes americanas lutam para usar a marca no Twitter”

  1. A @Rosana definiu bem uma profissão do século 21: “guardador de domínio”. Na semana que passou, o domínio braZil.com foi vendido por 500 mil dólares, quanto não irá valer uma conta no Twitter daqui um ano ou dois?

    Há! @RedeGlobo é um exemplo nacional, eles utilizam o @Rede_Globo.

    🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *