Banda Larga de graça para mais de um milhão de pessoas na Baixada Fluminense – RJ

     

Vídeos sob Demanda (VsD), TV Digital, educação a distância, teleconferências, acesso à cultura, consulta de preços na internet por comerciantes locais, envio de currículos por e-mail,  informação e comunicação nos mais distantes cantos do mundo: estes são alguns dos benefícios que mais de 1,7 milhão de moradores de municípios da Baixada Fluminense passaram a ter com a chegada da primeira fase do programa Rio Estado Digital à região. Com investimentos de R$ 3 milhões, a iniciativa irá assegurar a inclusão digital dos moradores da região.

O anúncio foi feito pelo secretário de estado de C&T, Alexandre Cardoso, na manhã desta quarta-feira, 2 de dezembro, na Praça do Pacificador, em Caxias, em cerimônia realizada com a presença do governador Sérgio Cabral, autoridades estaduais e prefeitos de municípios da Baixada. Esta primeira fase do projeto na Baixada, desenvolvida com o apoio da Secretaria de Estado de C&T, FAPERJ e sob coordenação técnica da Universidade Federal Fluminense (UFF), oferecerá internet gratuita, sem fio e de alta velocidade a todos os moradores de São João de Meriti, 60% da população de Caxias e de Belford Roxo, além de 20% da população das cidades de Nova Iguaçu, Mesquita e Nilópolis. Até maio de 2010, mais 1,3 milhão de pessoas serão contemplados pelo projeto, que chegará a toda a extensão da Baixada.
O governador Sérgio Cabral inaugurou o sinal de internet sem fio com uma videoconferência com o pró-reitor de Desenvolvimento da UFF, Fábio Barbosa Passos. Durante a cerimônia, Cabral recorreu à conversa que teve com uma moradora de Caxias para falar sobre o programa. “Ela me disse que havia visto uma reportagem na televisão e me perguntou se era verdade que não precisaria mais pagar para ter acesso à internet se colocasse uma antena na posição correta. Eu confirmei que era isso mesmo. Além dos Centros Vocacionais Tecnológicos (CVTs) – voltados para a formação de mão-de-obra especializada para a economia da região – esta é mais uma contribuição que estamos dando para o crescimento da Baixada”, afirmou Cabral.
Já o secretário Alexandre Cardoso lembrou a importância da democratização do uso da internet. “Ao disponibilizar a internet ao alcance de todos, estamos contribuindo para democratizar o conhecimento e a informação. A Baixada Fluminense está se tornando um exemplo mundial, pois este é o maior projeto de internet gratuita que existe em todo o mundo. Entre os benefícios, os moradores da região poderão procurar vagas de trabalho na internet, acessar serviços de governo, além de  ter um novo canal de conhecimento em suas casas”, explicou Cardoso. Muito emocionado com o evento, prosseguiu: “Nasci em Duque de Caxias e inaugurar um projeto como esse na região é muito gratificante. O Baixada Digital só é possível graças às parceiras com as universidades e as prefeituras. A internet é um grande instrumento de conhecimento e, com esta ferramenta, o cidadão passa a se relacionar com o mundo.”
O coordenador técnico do Rio Estado Digital na Baixada Fluminense e professor da UFF, Franklin Dias Coelho, lembrou que o projeto irá alavancar a atividade econômica da região em vários segmentos, como turismo, segurança, educação e comércio. “Por meio de consultas à internet, comerciantes e empresários da Baixada poderão diminuir preços de compras de insumos e de vendas de produtos. E os moradores ainda poderão ter acesso a bancos de empregos on-line”, complementou. 
A próxima etapa do Rio Estado Digital será inaugurada no dia 16 de dezembro. Nessa data será iluminada digitalmente toda a extensão da Avenida Brasil, nos 58 quilômetros que passam por 28 bairros da região, mais a Vila Kennedy, beneficiando cerca de um milhão de pessoas. Com isso, o programa fecha o ano de 2009 atendendo a mais de três milhões de usuários, já que o sinal gratuito de internet sem fio está também disponível nas orlas de Copacabana, Leme, Ipanema e Leblon, no morro Santa Marta e também na Cidade de Deus.
Também estiveram presentes ao evento o vice-governador, Luiz Fernando Pezão; o presidente da FAPERJ, Ruy Garcia Marques; o prefeito de Caxias, José Camilo Zito; o prefeito de São João de Meriti, Sandro Mattos; o reitor da UFF, Roberto Salles, além de prefeitos e representantes de outros municípios da Baixada e diversas autoridades estaduais.

 
Como acessar o sinal de internet na Baixada
Para captar o sinal na Baixada Fluminense, é preciso instalar uma antena em casa, da mesma maneira que se faz para captar o sinal da televisão. Apenas quem mora num raio de até 60 metros de uma antena de transmissão e usa notebook não precisará comprar a antena, já que o notebook consegue captar o sinal. Caso contrário, será necessário comprar alguns poucos equipamentos, no valor de até R$ 150.
 
Para ensinar aos moradores como se monta a antena, os CVTs de Parque Muísa (Avenida Presidente Kennedy 10.036 – 3135-9853/9394) e de São João de Meriti (Avenida Dionísio Rocha, quadra G, lote 26 – 3651-5735/5177), e o Cetep Vilar dos Teles (Rua César Lemos,               22 – 3752-1194         22 – 3752-1194) oferecerão cursos rápidos de montagem dos equipamentos. As aulas começam a partir de 5 de dezembro. A Faetec também montará três quiosques que, além de oferecer cursos, vão tirar todas as dúvidas sobre os projetos. Os quiosques funcionarão no calçadão da Rua José de Alvarenga, em Caxias; na Praça dos Três Poderes (praça da Prefeitura), em São João de Meriti; e na Praça Getúlio Vargas, em Belford Roxo.
Um serviço de telefone está disponível para que os moradores esclareçam suas dúvidas. O número é               (21) 2332-4085         (21) 2332-4085. E o site do projeto (www.baixadadigitalrj.com.br) tem a localização das torres de transmissão do sinal de internet e traz todas as informações sobre o programa.
 
Assessoria de Comunicação FAPERJ

One Comment on “Banda Larga de graça para mais de um milhão de pessoas na Baixada Fluminense – RJ”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *