Ebit , parcerias e a lei do mais fraco…

Se você tem um site de comercio eletrônico já deve ter considerado a possibilidade de estabelecer um convênio com o E-bit, por isso vai aqui uma recomendação: tome cuidado, principalmente se você é um pequeno lojista. O e-bit não leva sua opinião em consideração e não respeita seu direito de se defender. Ou seja lhe trata com descaso e lhe deixa a ver navios quando precisa de uma resposta por parte da equipe deles.

Um de nossos clientes teve uma reclamação não pertinente publicada no Ebit e buscapé ( que é da mesma empresa).

A pessoa reclamava que não havia recebido o produto comprado e que havia sido enganada, roubada, etc.

No dia seguinte a ela fazer esta reclamação o produto dela chegou, a empresa citada entrou em contado com a cliente que pediu desculpas. O problema : a pesquisa estava no ar prejudicando a imagem de uma empresa séria que preza pelo atendimento a todos os seus clientes.

Entramos em contato com o e-bit e buscape e provamos que o consumidor havia recebido a mercadoria e que havia tomado uma atitude precipitada falando mal da empresa sem esperar o prazo necessário para a entrega do produto. Pedimos a remoção da tal pesquisa.

O pessoal do Buscapé, na pessoa da gerente da conta Ariani Cecília, foi super atenciosa e tentou de todas as formas resolver o problema. Já por parte do EBIT o contato foi realizado com a sra. Marisol Kiyoko,  o tratamento foi desgastante, com e-mail não respondidos, telefonemas secos e tratamento ruim por parte de um tal de Jose Carlos (que parece ser o responsável pela área de convênios e superior a Sra Marisol) que quando perguntado qual seria a resolução do problema ele disse que iria abrir um chamado, quando falamos que já havia um chamado que havia vencido no dia anterior e que se o problema não fosse resolvido iriamos cancelar o convênio , ele disse : “Ok, podemos cancelar, é so dar um comando”. Ou seja um total descaso e desrespeito ao parceiro/cliente, no caso o lojista.

Enfim se você é pequeno não terá muito poder de negociação junto a equipe do ebit e poderá ser tratado como  foi tratado nosso cliente, por isso pense duas vezes quando for fazer um convênio que pode vir a prejudicar sua empresa ao inves de ajudá-la.

Em uma rápida pequisa no google encontramos mais ocorrencias de descaso com o lojista: veja abaixo:

O ebit usa as pesquisas de seus clientes para vender informação de mercado do comercio eletronico no Brasil, ou seja seu cliente ganha uns pontos que poderia trocar por prêmios, eu enquanto consumidor nunca ganhei nada do e-bit e você conhece alguém que ja ganhou?

E sua empresa tem experiência com o Ebit? Conte pra gente.

Atualização em 07/01/10.

Bem o problema foi resolvido praticamente imediatamente após darmos uns “gritos” . É uma pena, ter que se chegar a extremos e ter que “gritar” pelo seu direito mesmo provando que está certo e tendo provas disto.

Enfim a Ebit continua com nosso cliente como parceiro, mas realmente perdeu muitos pontos e sua imagem sofreu um desgaste desnecessário.

Sugiro que esta renomada empresa, que é uma das mais respeitadas em seu segmento, consiga enxergar que para lidar com nossos clientes ela precisa antes de tudo aprender a lidar conosco, lojistas que abastecem seus Banco de dados com informações valiosas , que no fim das contas são o seu negocio principal.

Fica a sugestão e o despontamento com a EBIT, vamos esperar para ver se esta péssima impressão passa.

2 Comments on “Ebit , parcerias e a lei do mais fraco…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *