Cliente 2.0: os efeitos das redes sociais no crescimento dos negócios

Os consumidores modernos mudaram a forma de se relacionar com as marcas e produtos, criando um novo mundo, virtual, com base nos buscadores, nas comunidades e redes sociais de relacionamento virtual, como os famosos YouTube e Orkut, e no marketing viral on-line do tradicional boca-a-boca.

As empresas que já participam desse universo e se tornam mais sensíveis às necessidades dos consumidores 2.0 tornam-se capazes de reagir ao mercado com mais rapidez. Sobre estes desafios e cases de sucesso, a Humantech, uma das principais empresas de Gestão do Conhecimento do Sul do Brasil, realizou em Criciúma, dia 25, às 19h30, no Auditório do Senac, a palestra: “Cliente 2.0: os efeitos das redes sociais no crescimento dos negócios”. O evento contou com o apoio da Alfa Comunicação Empresarial e Senac, e a entrada foi um brinquedo.

Com uma avalanche de informação diária sobre redes sociais (Twitter, Orkut, Facebook), Web 2.0 e de uma infinidade de siglas, muitas empresas ficam sem direção na Internet, perdendo a oportunidade de aumentar e conhecer seu cliente, agora 2.0. “As redes sociais são meios de relacionamento e, também, canais de negócio e relacionamento, aproximando como nunca consumidores de empresas”, destaca o economista e Mestre em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Celso Ricardo Salazar Valentim.

Apesar de todo esse receio que ainda cerca o ambiente corporativo com relação à adoção de ferramentas digitais e liberdade para a comunicação na Internet no seu cotidiano, há o consenso de que as redes sociais são importantes. “As empresas precisam aprender a conviver e responder à crescente procura deste consumidor moderno, cada vez mais conectado e informado, que amplifica o debate na Web“, comenta o jornalista e gerente de conteúdo digital da Humantech, Henrique Puccini. De tudo, há uma verdade, sua marca, produto ou serviço está sendo avaliado e pode, a qualquer minuto ser motivo de uma campanha viral, positiva ou negativa, na Internet.

Fonte Rádio Crisciúma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *